-->

Lesão Meniscal

Cada joelho possui dois meniscos: o medial (interno) e o lateral (externo).

A funções do menisco são: aumentar a superfície de contato dos compartimentos, absorção de impacto e atua de forma secundária na estabilidade do joelho.

A lesão meniscal pode ser traumática (após trauma torcional do joelho) ou degenerativa.

 

O que eu sinto se tenho uma Lesão Meniscal?

 

O sintoma é dor no compartimento afetado: se lesão do menisco lateral, dor no compartimento externo do joelho.  Em lesões meniscais maiores, traumáticas, uma porção do menisco pode deslocar-se dentro do joelho causando bloqueio do movimento do joelho. Além disso, pode haver aumento de volume do joelho (derrame articular).

 

Diagnóstico da Lesão Meniscal

 

O diagnóstico se baseia no exame físico e é confirmado pelo exame de ressonância magnética. Esse exame nos permite avaliar qual a extensão da lesão, qual a porção do menisco que foi lesada, se há extensão da lesão para a superfície articular do menisco e se há lesões associadas (como lesão de cartilagem). Esses fatores nortearão a indicação do tratamento.

 

Tratamento da Lesão Meniscal

 

O tratamento da leão meniscal se baseia nos fatores citados acima, na idade do paciente e na origem da lesão (traumática vs. degenerativa).

Pacientes acima dos 50 anos, sem história de trauma associada, costumam apresentar lesões degenerativas. Nesses pacientes supõe-se que a lesão meniscal não seja a única fonte de dor no joelho. Algum grau de degeneração condral (cartilagem) também é esperado. Nesses pacientes o tratamento indicado costuma ser o conservador, com fisioterapia, visando ganho de arco de movimento do joelho e fortalecimento da musculatura do membro inferior.

Pacientes jovens (15 a 45 anos) com leões meniscais traumáticas o tratamento costuma ser cirúrgico. A depender da zona em que ocorra a lesão (central vs. periférica) o tratamento pode varias de meniscectomia parcial a sutura meniscal. Quanto mais periférica uma lesão meniscal, maior a irrigação sanguínea do menisco, maior a chance de cicatrização pós sutura meniscal.

 

Reabilitação das lesões Meniscais

 

O tratamento conservador atua sobre a manutenção de arco de movimento adequado do joelho e fortalecimento muscular. O tempo de tratamento varia bastante de pessoa para pessoa.

A reabilitação da meniscectomia (parcial ou total) costuma ser rápida. Orienta-se o uso de muletas apenas nas primeiras duas semanas.

A reabilitação das suturas meniscais costuma ser mais longa (quando comparada a meniscectomia). Porém, a grande vantagem é manter uma anatomia mais próxima do normal.