-->

Fraturas na Região do Ombro

 

Fratura do terço proximal do úmero

 

A fratura do terço proximal do úmero ocorre mais comumente em pacientes idosos após queda ao solo.

O sintoma principal é dor intensa no ombro e dificuldade para movimentar o ombro. Pode haver equimose local e edema.

O paciente deve passar por avaliação ortopédica em pronto socorro.

O diagnóstico se baseia em radiografias. A tomografia computadorizada auxilia muito no diagnóstico e no planejamento terapêutico e é usualmente solicitada.

O ponto crucial nas fraturas do terço proximal do úmero é a vascularização (chegada de suprimento sanguíneo) da cabeça do úmero. Quanto maior o número de fragmentos e quanto maior o desvio da fratura, maior a chance de lesão dos vasos sanguíneos que nutrem a cabeça umeral.

O tratamento conservador tem ampla indicação nas fraturas do terço proximal do úmero, usualmente nos casos sem desvio ou com desvio mínimo.

Fraturas desviadas são tratadas cirurgicamente. Dependendo da gravidade do caso pode ser indicada a fixação da fratura com placa e parafusos. Em casos com alta probabilidade de lesão dos vasos que nutrem a cabeça umeral está indicada prótese de ombro.

 

Fratura de Clavícula

 

A fratura de clavícula ocorre em praticamente todas as idades, após queda ao solo ou trauma direto.

Os sintomas são: dor local, crepitação óssea, equimose local, dificuldade para elevar o ombro do lado afetado.

O diagnóstico se baseia em radiografias.

O tratamento conservador com tipóia está indicado para casos sem desvio ou quando o encurtamento é menor que 2cm.

O tratamento cirúrgico está indicado nos casos em que o encurtamento é menor que 2cm ou em fraturas expostas (raras).